Os parlamentares da Grécia votaram a favor de permitir que o primeiro-ministro, Alexis Tsipras, use a proposta de cortes no orçamento como base para as negociações com credores enquanto a nação luta para evitar cambalear para fora da zona do euro.

No Parlamento do país, que tem 300 assentos, foram 251 votos favoráveis a Tsipras e às propostas enviadas na quinta-feira para as três instituições que supervisionam os pacotes de ajuda para a Grécia: o Fundo Monetário Internacional, a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu.

Divergências persistem enquanto ministros de finanças da zona do euro e líderes planejam se reunir mais tarde no sábado ou no domingo para decidir quanto dinheiro e capital político estão preparados para gastar tentando fazer a Grécia emergir. Fonte: Dow Jones Newswires.