Cientistas russos recuperaram hoje um pedaço gigante do meteorito de Chelyabinsk do fundo do lago onde ele caiu em fevereiro. O meteorito que cruzou os céus dos Montes Urais no início do ano foi o maior já registrado em mais de um século.

Na ocasião, mais de 1.600 pessoas ficaram feridas na onda de choque provocada pela queda do corpo celeste nas proximidades de Chelyabinsk, que teve a força calculada em 20 bombas atômicas como a lançada sobre a cidade japonesa de Hiroshima.

Hoje, cientistas russos retiraram do Lago Chebarkul, nos arredores da cidade, um pedaço do meteorito pesando 570kg. Acredita-se que este seja o maior pedaço do meteorito. Fonte: Associated Press.