O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, esteve no Catar no último domingo para uma série de reuniões com representantes do governo local a fim de avaliar oportunidades de negócios naquele país, segundo nota divulgada pela empresa. Foi discutida a possibilidade de a Petrobras importar gás daquele país, que ocupa uma península do Golfo Pérsico.

A nota da Petrobras ressalta que o Catar é o maior produtor mundial de gás natural liquefeito (GNL) e detentor de aproximadamente 5% das reservas mundiais de gás natural. Com o principal executivo da Qatar Petroleum International, Nasser Khalil Al-Jaidah, Gabrielli discutiu a possibilidade de a Petrobras importar GNL do Catar e entrar no setor de exploração e produção daquele país árabe.

A Qatar Petroleum International também demonstrou interesse em discutir oportunidades de negócios conjuntos em outros países e a possibilidade de participação na geração termelétrica no Brasil. As duas companhias estudam a assinatura de um memorando de entendimentos para aprofundar esse relacionamento e dar prosseguimento às negociações. Uma delegação técnica do Catar deverá visitar o Brasil para conhecer as operações da empresa.