A polícia de Uganda emitiu um alerta vermelho de terrorismo nesta sexta-feira, dias após a Embaixada dos EUA avisar que Kampala, capital do país, poderia sofrer um ataque terrorista semelhante ao ocorrido no shopping queniano Westgate Mall, em Nairóbi.

“O nível de alerta foi elevado para classe um”, informou o vice-porta-voz da polícia ugandense, Patrick Onyango, acrescentando que a corporação vem trocando informações sobre as ameaças com a representação diplomática norte-americana.

Esta é a primeira vez que Uganda faz um alerta do tipo desde os ataques terroristas sofridos por Kampala em julho de 2010, que deixaram 79 mortos. A unidade da Al-Qaeda na Somália, que é afiliada a militantes do Al-Shabaab, se responsabilizou pelos atentados.

Todos os oficiais de polícia que estavam de licença em Uganda foram convocados de volta, enquanto os pedidos de folga foram suspensos “até segunda ordem”, segundo Onyango.

Na terça-feira, a Embaixada dos EUA em Kampala disse em seu site que “continua avaliando relatos de que um ataque semelhante ao de Westgate poderá ocorrer em breve” na cidade. Não há informações, no entanto, sobre quando os ataques poderiam ser lançados ou possíveis alvos.

O Al-Shabaab assumiu a autoria do ataque ao Westgate, um shopping de luxo popular entre estrangeiros e quenianos de alta renda. Dezenas de pessoas foram mortas durante o cerco de quatro dia ao local, levando países da região a reforçar operações de antiterrorismo. Fonte: Dow Jones Newswires.