Policiais franceses identificaram três homens como suspeitos em um ataque contra a redação da revista Charlie Hebdo, que matou 12 pessoas em Paris.

Dois policiais nomearam os suspeitos como os franceses Disse Kouachi e Cherif Kouachi, na faixa dos 30 anos, além do jovem de 18 anos Hamyd Mourad, cuja nacionalidade não ficou imediatamente clara. Um dos policiais disse que eles estavam ligados a uma rede terrorista do Iêmen.

Eles falaram sob condição de anonimato porque não foram autorizados a discutir publicamente a investigação.

Cherif Kouachi foi condenado em 2008 a 18 meses de prisão sob acusações de terrorismo por ajudar combatentes da insurgência no Iraque.

Não foi confirmada qualquer prisão na busca pelos atacantes. O episódio de hoje é o ataque com maior número de mortes na França em meio século. Fonte: Associated Press.