A polícia mexicana disse que encontrou neste sábado 14 corpos de homens decapitados perto de um shopping center em Acapulco. Segundo os policiais, sinais escritos à mão foram deixados com os corpos, uma característica comum dos cartéis de drogas do México. Acapulco tem registrado disputas sangrentas entre gangues de traficantes nos últimos anos.

Os corpos encontrados representam o maior grupo de vítimas decapitadas desde que o presidente mexicano, Felipe Calderón, lançou uma ofensiva contra os cartéis no final de 2006. Em 2008, um grupo de 12 corpos decapitados foi encontrado nas proximidades de Mérida, a capital de Yucatán. No mesmo ano, nove corpos de homens decapitados foram achados em Chilpancingo, capital do Estado de Guerrero. As informações são da Associated Press.