Dois membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) foram mortos no sudoeste do Afeganistão, na província de Helmand, por um policial afegão, informou hoje a aliança. Os dois estavam atuando como mentores de uma brigada da força nacional civil afegã e foram mortos a tiros dentro de uma sede da polícia ontem, quando estavam sentados para almoçar, informou a Otan, em comunicado.

Outros soldados reagiram a dispararam no policial, que ficou ferido e está hospitalizado. Os nomes e nacionalidades das vítimas não foram divulgados, bem como outros detalhes. “Ainda que este seja um incidente sério, as ações deste indivíduo não refletem as ações gerais de nossos parceiros afegãos”, afirmou o general dos EUA James B. Laster, um dos líderes da missão internacional no país. “Nós permanecemos comprometidos com nossos parceiros e nossa missão aqui”. Até agora, 10 soldados da Otan foram mortos em maio no Afeganistão. Desde o início do ano, as baixas já passam de 120. As informações são da Associated Press.