Os poloneses inauguraram hoje um memorial em homenagem ao ex-presidente Lech Kaczynski e às 95 pessoas que morreram no acidente de avião de 10 de abril, na Rússia. Durante a homenagem, o hino nacional da Polônia foi tocado pela banda militar. A cerimônia começou às 8h41 (hora local), momento exato do acidente aéreo.

O novo presidente, Bronislaw Komorowski, e o primeiro-ministro, Donald Tusk, se encontraram com parentes dos mortos no novo memorial – um monumento formado por duas grandes placas de granito, que se parecem com asas de um avião entrando na terra. Komorowski lembrou do sentimento de união nacional vivenciado logo após o acidente, e pediu para que a Polônia busque retomar esse sentimento.

O irmão gêmeo do presidente morto, Jaroslaw Kaczynski, que é líder da oposição, participou de uma cerimônia separada, após o fim do evento oficial. Kaczynski tem criticado duramente o atual governo. Ele acusa o primeiro-ministro de ter parte da responsabilidade pelo acidente, argumentando que o governo não fez o suficiente para garantir a segurança da aeronave que levava seu irmão. O governo afirma não ter culpa no caso. As informações são da Associated Press.