Quarenta e seis pessoas se suicidaram em 2013 na ponte Golden Gate, em São Francisco, nos Estados Unidos. Levantamento feito por entidade mostra que o número de casos do gênero é o maior registrado na história no cartão-postal californiano.

Segundo a Fundação Bridge Rail, que administra 1.280 metros de extensão da ponte, o alto número de suicídios demonstra a necessidade de uma rede de proteção que dificulte os saltos no vazio.

O pavimento da ponte está 67 metros acima da superfície marinha, na entrada da baía de San Francisco. A Golden Gate é um dos locais públicos mais usados para suicídios no mundo, e quase todas as tentativas resultam em morte.

De acordo com a polícia, houve ainda intervenção, ao longo de 2013, para impedir outras 118 pessoas de saltarem em 2013. O número de suicídios no ano passado, acima dos 33 de 2012, é o mais alto confirmado desde a construção da ponte, em 1937. Acredita-se que o recorde anterior seja de 40 ou 41 mortes em um só ano.