O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, confirmou que a cabeça decapitada de um homem recuperada nas Filipinas pertence a um dos dois canadenses que mantidos reféns por militantes do grupo extremista filipino Abu Sayyaf desde setembro.

Trudeau identificou a vítima como John Ridsdel e disse que seu governo irá trabalhar com o governo das Filipinas e parceiros internacionais para chegar aos responsáveis por esse “ato hediondo”.

Dois homens em uma motocicleta deixaram um saco plástico com a cabeça de Ridsdel em uma rua na cidade de Jolo, província de Sulu, segundo a polícia local.

Os militantes do Abu Sayyaf haviam ameaçado decapitar um dos três homens – dois canadenses e um norueguês – raptados em setembro se uma grande quantia não fosse paga a eles. Fonte: Associated Press