O presidente da Romênia, Klaus Iohannis, nomeou Sorín Grindeanu, de 43 anos, como primeiro-ministro do país na última sexta-feira. Grindeanu é membro do partido social-democrata, que ganhou as eleições de 11 de dezembro. A nomeação ainda precisa da aprovação do Parlamento, que conta com maioria governista.

O novo premiê romeno disse que espera que o novo governo possa “colocar em prática” o programa proposto, incluindo um aumento no salário mínimo e uma redução de impostos sobre vendas e para aposentados. Ainda não está claro se o governo irá encontrar fundos para cobrir as despesas extras.

A escolha de Grindeanu se deu após a recusa do presidente para nomear a economista Sevil Shhaideh. Caso Shhaideh fosse nomeada, seria a primeira premiê mulher do país; no entanto, o seu nome foi contestado devido a relatos sobre o apoio de seu marido ao presidente sírio Bashar al-Assad. Fonte: Associated Press.