O presidente da Somália, Sheik Sharif Sheik Ahmed, nomeou Mohamed Abdullahi Mohamed como o novo primeiro-ministro do país. Mohamed, que não é político, deve nomear um gabinete o mais rápido possível. Ele substitui Omar Abdirashid Ali Sharmarke, que deixou o cargo no mês passado e é um antigo rival do presidente.

O Governo Transitório Federal da Somália controla apenas alguns quarteirões da capital do país, Mogadiscio, e é visto como corrupto, fraco e ineficiente. O governo fez poucas conquistas desde a chegada ao poder, em 2004. A Somália não tem um governo funcional desde 1991, quando senhores da guerra derrubaram o presidente.