O presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, garantiu neste domingo (02) sua vitória nas eleições da última sexta-feira ao receber 72,85% dos votos com 84,70% das cédulas apuradas, informou a Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

O partido governamental Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) teria obtido 3,5 milhões de votos, segundo os resultados provisórios divulgados hoje. A CNE anunciou em seu site que o principal partido da oposição, a União Nacional para a Independência Total de Angola (Unita), obteve até o fechamento da parcial 888.000 votos, ou 18,22%.

O terceiro partido com um maior apoio é a coalizão Convergência Ampla de Salvação de Angola (Casa), com 5.60% dos votos do total apurado. Angola foi às urnas na sexta-feira para escolher os 220 deputados de seu Parlamento, que deverão designar depois o presidente.

Segundo a nova Constituição aprovada em 2010, que eliminou a eleição direta para chefe de Estado, o líder do partido que ganhar o pleito conquistará o cargo. À espera dos resultados definitivos, o presidente angolano, José Eduardo dos Santos, que está no poder desde 1979, obterá um novo mandato de cinco anos.

O presidente desempenhou um papel-chave para a paz e a estabilidade do país, assim como para o rápido crescimento econômico – com aumentos anuais de mais de 20% – nos últimos anos. No entanto, jovens, veteranos de guerra e opositores expressaram seu descontentamento com protestos nas quais chamaram Santos de “monstro saqueador”