A presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, será recebida no Congresso norte-americano nesta quarta-feira, no momento em que Seul e Washington decidiram se manter firmes contra as provocações norte-coreanas.

Park vai discursar no Congresso um dia depois de ela e o presidente Barack Obama terem pedido ao jovem líder norte-coreano, Kim Jong Un, que abandone as armas nucleares e retorne para a comunidade internacional.

A mensagem de solidariedade entre os dois países foi feita em meio a sinais de que a Coreia do Norte está diminuindo as tensões, que aumentaram muito desde que o país conduziu um teste atômico subterrâneo em fevereiro, que resultou em sanções mais duras da Organização das Nações Unidas (ONU).

Obama declarou que os dias em que a Coreia do Norte poderia conseguir concessões com a criação de uma crise acabaram. Ele afirmou que os aliados vão responder a uma agressão, mas também endossou o objetivo de Park de construção de confiança com Pyongyang, contanto que o país honre seus compromissos internacionais, particularmente no que diz respeito a seu programa nuclear.

Park será a sexta líder sul-coreana a discursar durante uma reunião conjunta do Congresso dos Estados Unidos. Seu antecessor, Lee Myung-bak, que tinha uma relação próxima com Obama, também fez um pronunciamento no Congresso, em outubro de 2011. Nesta quarta-feira, Park também vai falar na Câmara Americana de Comércio. As informações são da Associated Press.