O Ministério da Defesa informou esta noite, em nota à imprensa, que a prioridade do governo brasileiro, neste momento, em termos de ajuda às vítimas do terremoto no Haiti, é enviar água e alimentos disponíveis no estoque do governo e garantir o trabalho dos brasileiros que já estão naquele país. Segundo a Defesa, a primeira aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) para Porto Príncipe está prevista para decolar do Rio de Janeiro às 21 horas, com 13 toneladas de suprimentos, água e alimentos para as tropas brasileiras. A previsão é de que a aeronave pouse amanhã cedo na capital do Haiti.

Outra aeronave da FAB deve partir amanhã, ainda em horário a ser confirmado, levando profissionais da Defesa Civil do Rio de Janeiro e cães farejadores, além de equipamentos e suprimentos (alimentos, remédios e água). O ministério confirma que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) já colocou à disposição 14 toneladas de alimentos para as vítimas do terremoto.

A nota destaca ainda que a avaliação do ministério da Defesa e das Forças Armadas é de que não há condições, no momento, de organizar doações de alimentos, água, roupas ou outros materiais arrecadados por terceiros e nem de armazená-los e distribui-los ao Haiti. O governo, segundo o ministério, ainda não tem uma avaliação precisa das reais necessidades da população do Haiti. “É preciso aguardar um momento oportuno para que seja possível organizar e, eventualmente, despachar àquele país doações encaminhadas por terceiros”, diz a nota.