Uma creche cristã de Los Angeles, nos Estados Unidos, decidiu demitir uma professora por causa da sua conduta fora do trabalho. O motivo é que a jovem professora Nina Skye (21 anos), no contraturno atua também como atriz pornô.

Quando perguntada porque ela imaginou que poderia conciliar as duas atividades, ela respondeu que adora sexo e adora ensinar. Mas entendeu a posição da direção da creche: “Não poderia continuar trabalhando lá porque isso (a carreira pornô) é contra a fé deles”, disse a moça em entrevista à Fox

Nina disse que a direção da creche tentou convencê-la a abandonar a atividade na indústria do sexo, mas ela disse que não há possibilidade de abandonar a carreira de atriz para se dedicar exclusivamente à atividade docente. “Não quero deixar a indústria pornô. É um dinheiro fácil. Na minha primeira cena recebi US$ 2.500. Nunca tinha tido tanto dinheiro nas mãos”.

Para acalmar os pais, a escola achou pro bem substituir a professora.

Nina-Skye-2
Foto: Reprodução/Twitter