Ao contrário do que se temia, a proibição do cigarro não afetou os lucros de bares e restaurantes de Nova York, segundo um estudo dos balanços desses estabelecimentos um ano após entrar em vigor a medida antitabagista.

O relatório da Economic Development Corporation e dos departamentos de Finanças, Saúde e Pequenas Empresas de Nova York constatou que, ao invés de uma retração, o setor de restaurantes vai de “vento em popa”, com um aumento de 9% nos lucros nos últimos dez meses.

O estudo destaca também que o nível de poluição nos bares e restaurantes diminuiu seis vezes desde que a proibição dos cigarros em recintos públicos fechados entrou em vigor.