O número de mortos nos tumultos que aconteceram nesta semana em Moçambique subiu para 10, com 443 feridos, enquanto manifestações esporádicas continuam nos subúrbios da capital Maputo, informou hoje o ministro da Saúde, Ivo Garrido.

“O número total de mortes desde o primeiro dia de tumultos, até a manhã de hoje, é de 10”, disse Garrido, em comunicado. “Nas últimas 24 horas, eu posso confirmar que registramos 3 mortes diretamente ligadas às manifestações, o que eleva o total de óbitos”, acrescentou.

Os violentos protestos são contra os aumentos de preços no país, que afetam vários setores fundamentais, como os de alimentos e serviços públicos. O governo afirmou que os aumentos de preços são irreversíveis. As informações são da Dow Jones.