A convenção do Partido Democrata começa nesta segunda-feira (25), no Pepsi Center, em Denver. O tema do primeiro dia do encontro é “Uma Nação”. Antes do início da convenção, os protestos já começaram. Ativistas antiaborto depositaram rosas vermelhas e brancas na cerca que circunda o Pepsi Center. Além deles, mais de mil ativistas antiguerra marcharam pelo centro de Denver. Até o momento não houve violência nem maiores incidentes durante as manifestações.

A mulher de Barack Obama, Michelle, dará hoje a tônica da convenção, durante seu discurso. A presidente da convenção e também presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, e o ex-presidente Jimmy Carter também estão escalados para discursar.

Enquanto os republicanos terão o senador democrata Joe Lieberman falando durante sua convenção, na semana que vem, o ex-representante republicano na Câmara dos Representantes Jim Leach falará hoje aos democratas.

Um vídeo de oito minutos fará um tributo ao senador por Massachusetts Edward Kennedy. Produzida pelos documentaristas Ken Burns e Mark Herzog, a obra será apresentada pela sobrinha do senador, Caroline Kennedy. Ted Kennedy teve um câncer incurável no cérebro diagnosticado em maio. Ele gravou uma mensagem de cinco minutos, que irá ao ar também.

A ex-primeira-dama Hillary Clinton falará na convenção na terça-feira (26) à tarde. Além disso, a senadora por Nova York participou de um café da manhã hoje com a delegação de seu Estado. Hillary deve liberar formalmente seus delegados para votarem em quem quiserem.

Obama apontou o senador Joe Biden como seu companheiro de chapa no sábado, dando à delegação de 23 membros do Estado um raro peso político – se eleito, Biden será o primeiro vice-presidente vindo de Delaware.

Uma pesquisa da CNN divulgada ontem demonstra que a corrida eleitoral está empatada, com Obama e McCain com os mesmos 47% de intenções de votos. A sondagem demonstrou que 27% dos partidários de Hillary agora apóiam o republicano.