O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, se reuniram hoje em Moscou e conversaram sobre suas relações comerciais. Os dois líderes salientaram que não houve discussão sobre ajuda financeira da Rússia para a Grécia.

De acordo com Putin, Tsipras não pediu ajuda financeira e “a conversa não foi sobre ajuda, mas sobre cooperação”, no setor de energia, infraestrutura e projetos comerciais.

Putin ainda disse que os dois líderes discutiram a possibilidade de permitir a reentrada dos produtos agrícolas da Grécia na Rússia, mesmo com as sanções impostas à UE. A Rússia baniu a importação de produtos agrícolas dos países membros do grupo em agosto do ano passado, como forma de retaliação pela UE ter imposto sanções ao país por causa do conflito com a Ucrânia. “A Rússia não podia ter agido de outra maneira ou feito uma exceção para um país da UE”, comentou Putin sobre o embargo.

Putin e Tsipras também discutiram a possibilidade de a Grécia participar de um projeto de gasoduto que ligaria o gás da Rússia diretamente com a Grécia, através de uma linha na fronteira da Turquia. Tsipras afirmou que está “interessado” no projeto.

Os líderes passaram a maior parte da reunião criticando os observadores da UE, que sugeriram que Tsipras foi à Rússia com o intuito de pedir ajuda financeira e fazer uma afronta em meio às conversas entre o país e seus credores europeus.

Para Putin, “não há como concordar com esses analistas e observadores”. Tsipras indicou que a viagem não deve ser interpretada como uma afronta à UE. “Nós respeitamos totalmente nosso compromisso com todas as instituições internacionais, mas isso não significa que a Grécia não vai buscar uma política externa que beneficie sua população”, comentou. Fonte: Dow Jones Newswires.