Uma quadrilha de homens armados atacou um centro de reabilitação em Tijuana, no México, perto da fronteira com os Estados Unidos, matando 13 viciados em drogas que estavam no local. A informação foi divulgada hoje por um paciente do centro. As autoridades ainda não confirmaram o número de óbitos. A polícia disse que pelo menos dez pessoas morreram.

O ataque contra o centro privado é o primeiro homicídio em massa em um centro de reabilitação de Tijuana, cidade que já foi elogiada pelos seus esforços contra as quadrilhas do narcotráfico que agem no país. Ataques similares já mataram dezenas de viciados em Ciudad Juárez, outra cidade fronteiriça mexicana.

O paciente do centro disse que saiu para comer alguma coisa quando ocorreu o ataque, na noite de ontem. Quando retornou, outros pacientes relataram que homens armados obrigaram as vítimas a deitar no chão para depois atirar nelas.