Assaltantes não identificados sequestraram trabalhadores em uma instalação no maior campo de petróleo da Líbia, prejudicando a produção diária, informou neste sábado a Coroporação Nacional de Petróleo da Líbia.

Os agressores sequestraram quatro funcionários que trabalhavam na Estação 186 do campo de Sharara. Apenas dois já foram liberados. A declaração da companhia não especificou se trabalhadores estrangeiros estão entre os sequestrados.

O campo de petróleo de Sharara é operado pela NOC em parceria com um consórcio que inclui a Total, Repsol, Statoil e OMV.

Os poços de petróleo nas proximidades foram fechados e os trabalhadores evacuados como medida de precaução, disse a NOC. Estima-se que as perdas para a produção diária serão em torno de 160.000 barris por dia. A empresa acrescentou que está em contato com as autoridades e monitora de perto os desenvolvimentos. Fonte: Associated Press.