Pedaços de corpos carbonizados suficientes para encher duas caixas foram encontrados no shopping Westgate, em Nairóbi, e podem ser de militantes que mataram dezenas de pessoas no mês passado no centro comercial da capital queniana, disse hoje um parlamentar que participa das investigações do atentado.

Também nesta sexta-feira, o governo da Noruega declarou que “ganhou força” a suspeita de que um cidadão norueguês era um dos extremistas envolvidos na ação, reivindicada pelo grupo radical islâmico Al-Shabab, da Somália. Fonte: Associated Press.