O ministro de Relações Exteriores do Reino Unido, William Hague, disse na quinta-feira que pediu a libertação imediata do primeiro-ministro líbio, Ali Zeidan, depois que ele foi capturado por homens armados de um hotel em Trípoli.

“Condeno a abdução do primeiro-ministro líbio em Trípoli nesta manhã e peço a sua libertação imediata”, disse Hague em um comunicado.

O embaixador do Reino Unido para a Líbia está em contato com o governo de transição, que assumiu o comando na Líbia após a queda do ditador Muamar Kadafi em 2011, acrescentou Hague.

“É vital que o processo de transição política na Líbia seja mantido”, disse Hague. “O governo e o povo da Líbia têm o nosso total apoio neste momento de preocupação.”

O Reino Unido e a França lideraram a criação de uma zona de exclusão aérea da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) na Líbia em 2011, no início do levante contra Kadafi. Fonte: Dow Jones Newswires.