Patna, Índia, 10/05/2015 – Rebeldes maoistas mataram neste domingo um refém e liberaram outros 250 que estavam presos desde a véspera, em uma tentativa de impedir a construção de uma ponte no distrito de Sukma, no Estado de Chhattisgarh, região central da Índia. Os rebeldes temem que a ponte aumentará a mobilidade das forças de segurança. Os insurgentes disseram que o refém morto era informante da polícia.

O incidente ocorre na véspera de uma visita do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, à região. Os rebeldes, que se dizem inspirados no líder revolucionário chinês Mao Tsé-Tung, são uma das principais ameaças à segurança interna do país. Eles atuam em 20 dos 28 Estados indianos e combatem as forças do governo há quase três décadas. Fonte: Associated Press.