Militares argelinos lançaram ataques nesta quinta-feira contra uma instalação de gás, no sul da Argélia, onde radicais islamitas mantêm dezenas de reféns, matando várias pessoas, informou um porta-voz dos sequestradores.

Os islamitas tentavam “transferir, com o uso de veículos, alguns dos reféns para um local mais seguro” quando as forças argelinas lançaram ataques aéreos “matando tanto reféns quanto sequestradores”, informou o porta-voz da agência de notícias ANI, da Mauritânia.

Segundo a ANI, 34 reféns e 14 sequestradores foram mortos. A agência também citou o porta-voz dos sequestradores afirmando que o grupo vai matar os demais reféns se o Exército se aproximar do local. Já a rede de televisão Al Jazeera diz, em seu site, que 35 reféns e 15 sequestradores foram mortos.

Na quarta-feira, dezenas de estrangeiros e argelinos foram feitos reféns num campo de gás por combatentes fortemente armados. Os combatentes dizem que sequestraram os funcionários como uma forma de retaliação ao fato de a França usar seu espaço aéreo para lançar operações contra rebeldes no norte do Mali. As informações são da Dow Jones.