O rei Abdullah da Arábia Saudita declarou nesta sexta-feira o apoio de seu país ao Egito no “combate ao terrorismo”.

Na concepção do monarca saudita, o governo interino instalado pelas Forças Armadas depois do golpe que depôs Mohammed Morsi no início de julho “tem o direito legítimo de deter aqueles que tentam enganar” seu povo.

As palavras do rei Abdullah foram divulgadas pela emissora estatal de televisão Al-Ekhbariya.

A repressão da polícia egípcia aos protestos pela restauração da democracia no país deixaram mais de 600 mortos esta semana. Fonte: Dow Jones Newswires.