Representantes de países que assinaram a Parceria Transpacífico (TPP, na sigla em inglês) se reuniram nesta terça-feira no Chile para discutir um possível novo acordo comercial regional. Funcionários dos 12 países do TPP, e de outras nações, como China, Colômbia e Coreia do Sul, reuniram-se em Vinha del Mar, sendo a primeira vez que as nações se encontram após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter retirado os americanos do acordo.

O chanceler do Chile, Heraldo Muñoz, disse que a reunião da Ásia-Pacífico será uma oportunidade para enviar um sinal forte para o livre comércio e contra o protecionismo. No entanto, Muñoz alertou que as negociações no Chile não são um primeiro passo e não podem render um novo acordo comercial.

O TPP foi uma peça central da política econômica dos EUA na Ásia durante o governo do ex-presidente Barack Obama. Trump afirmou que prefere acordos bilaterais. A Casa Branca disse que o presidente planeja se concentrar em buscar melhores acordos individuais com as outras 11 nações do TPP. Fonte: Associated Press.