Os eleitores se dirigiam nesta terça-feira para os locais de votação em Michigan, nos Estados Unidos, para o que pode ser um ponto de inflexão nas eleições primárias do Partido Republicano, em meio à disputa entre o ex-governador de Massachusetts, Mitt Romney, e o ex-senador pela Pensilvânia, Rick Santorum, pela nomeação para desafiar em novembro o democrata Barack Obama no pleito presidencial.

Romney busca evitar uma derrota embaraçosa no Estado onde cresceu e onde seu pai foi governador e chefe de uma finada companhia de carro. O ex-governador de Massachusetts tem dificuldades com os eleitores por ter se oposto ao resgate federal de Obama que reviveu a indústria automobilística dos EUA, centrada em Michigan, e por estar na mira dos ataques de Santorum.

Se por um lado uma vitória do ex-senador pela Pensilvânia poderia zerar a disputa pela nomeação republicana, por outro, uma vitória de Romney o isolaria como principal candidato do partido, com o apoio do establishment da legenda, uma grande vantagem financeira e uma poderosa organização de campanha.

Romney deve vencer facilmente no Arizona, Estado que também vota nesta terça-feira. Porém, o resultado em Michigan vai causar um efeito mais profundo na corrida republicana daqui para frente. No sábado, haverá caucuses em Washington, com 40 delegados em jogo. Em seguida, acontece a Super Terça – eleições primárias e caucuses em dez Estados que vão canalizar 419 delegados. As informações são da Associated Press.