Os produtores rurais que bloqueavam a Rodovia 14 na província argentina de Entre Ríos suspenderam a medida, numa aparentemente antecipação à expectativa de que o locaute ruralista será suspenso esta tarde pelas quatro organizações que o iniciaram há 21 dias.

A Rodovia 14, também conhecida como Rodovia do Mercosul, recebe caminhões e veículos de passeio procedentes do Brasil, do Paraguai e do Uruguai, associados da Argentina no Mercado Comum do Sul (Mercosul). Centenas de caminhões parados havia dias voltaram a circular no meio da manhã.

Alfredo De Angelis, que lidera o bloqueio em Gualeguaychu, 220 quilômetros ao norte de Buenos Aires, declarou a jornalistas que "o bloqueio foi suspenso às 10h30 (locais, 9h30, em Brasília), mas a greve nacional agropecuária persiste".

Dirigentes dos quatro grupos que lideram o locaute (greve patronal) em protesto contra o aumento de impostos sobre exportação de alguns produtos agrícolas, devem se reunir no início da tarde desta quarta-feira (2) para decidir o futuro da greve. Um desses grupos já avisou que pretende suspender o locaute por 30 dias para viabilizar negociações com o governo.