Autoridades russas afirmaram que um importante líder regional da Al-Qaeda foi um dos dois homens mortos pela polícia na instável região do Cáucaso do Daguestão. Os dois morreram na noite de ontem, após abrirem fogo contra policiais que mandaram parar o carro em que eles estavam, segundo a polícia.

Hoje o escritório regional do Serviço Federal de Segurança identificou um dos homens mortos como Mokhmad Mokhamad Shakhban, do Egito. Agências de notícia russas afirmaram que ele era o fundador de uma rede local da Al-Qaeda.

O Daguestão, no sul da Rússia, bem como as vizinhas Chechênia e Ingushetia, sofrem com a violência ligada a insurgentes separatistas islâmicos. Muitos desses rebeldes aparentemente estão agrupados sob o movimento Emirado do Cáucaso, que, segundo funcionários russos, tem vínculos com a Al-Qaeda.