O Ministério da Defesa da Rússia afirmou que matou vários líderes do Estado Islâmico em ataques aéreos à cidade de Raqqa, na Síria. O ministério disse que recebeu informações na semana passada sobre uma reunião de líderes nos arredores de Raqqa e manteve a área sob vigilância durante dois dias.

O governo russo não informou, porém, a data dos ataques. A Rússia é um aliado do presidente da Síria, Bashar al Assad, e tem sido acusada por usar sua força aérea desde setembro para beneficiar o regime do ditador. Fonte: Associated Press.