Autoridades do governo russo enviaram aos EUA o plano que colocaria as armas químicas da Síria sob controle da comunidade internacional, afirmam agências de notícias estatais da Rússia, citando fontes diplomáticas do país.

Na quinta-feira o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, se encontrará em Genebra com o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, para discutir o tema. Não há detalhes sobre o conteúdo do plano.

O ministro de Relações Exteriores da Síria, Walid Moallem, disse ontem que seu país aceitaria parar de produzir armas químicas e revelaria a localização de seus estoques à Organização das Nações Unidas, à Rússia e a outros países, em uma tentativa de evitar uma intervenção militar internacional. A proposta partiu da própria Rússia. Fonte: Dow Jones Newswires.