Autoridades russas estenderam a permissão de residência para Edward Snowden, conhecido por vazar milhares de documentos da Agência Nacional de Segurança (NSA), que foram posteriormente publicados pelo Wikileaks.

Em um comunicado, a porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, Maria Zakharova, afirmou que a residência de Snowden foi estendida por “alguns anos”.

O ex-analista da NSA vive na Rússia desde 2013, quando ficou preso em uma área de trânsito no aeroporto de Moscou após os EUA cancelarem seu passaporte.

O anúncio acontece após a notícia de que o presidente norte-americano, Barack Obama, comutou a sentença de Chelsea Manning, que anteriormente havia sido a 35 anos de prisão por vazar mais de 700 mil documentos de inteligência dos EUA. Ela será libertada em maio. Fonte: Associated Press.