Um porta-voz do exército russo disse que estava desenvolvendo planos para operações militares na Síria em conjunto com a França.

A declaração do coronel-general Andrei Kartapolov vem um dia depois de o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenar que o navio de guerra Moskva, que opera no mar mediterrâneo, coopere com o porta-aviões francês Charles de Gaulle.

Kartapolov também disse que aviões de guerra russos atacaram instalações de extração de petróleo, transporte e refinamento em áreas controladas por militantes islâmicos do Estado. Fonte: Associated Press.