O presidente francês, Nicolas Sarkozy, "agradeceu muito calorosamente" a sua colega argentina, Cristina Kirchner, nesta segunda-feira (7), pela "participação ativa" dela nas negociações pela libertação dos reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Entre eles, em particular a ex-candidata presidencial colombiana Ingrid Betancourt, também cidadã francesa.

"Estamos em processo de relançar as relações bilaterais entre Argentina e França", disse Cristina, ao sair da sede do governo francês. "Em meados de 2009, receberemos oficialmente o presidente da república francesa" na Argentina, anunciou. "Será uma alegria e uma honra para nós."

O governo francês confirmou que eles tinham "falado da possibilidade de que o presidente da república visite a Argentina em princípios de 2009".

Sarkozy e Cristina demonstraram seu desejo de desenvolver as relações bilaterais, em particular as econômicas, informou a presidência.

Os presidentes trataram do contrato para a construção da linha ferroviária de alta velocidade Buenos Aires-Rosario-Córdoba, outorgada a um consórcio encabeçado pela Alstom e cuja assinatura está prevista para duas semanas. A pedra fundamental da obra será colocada em oito ou nove meses.