O ministro de Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, cumprimentou os esforços de reforma do governo francês e defendeu a decisão da União Europeia de dar à França mais dois anos para reduzir seu déficit orçamentário, de acordo com entrevista publicada no jornal alemão Rheinische Post, na edição de quinta-feira.

“O governo francês sabe o que tem de fazer”, disse o ministro ao jornal. Ele acrescentou que o pacto de estabilidade da União Europeia permite dar um prazo mais longo para que o país alcance 3% de déficit do Produto Interno Bruto (PIB), se a situação piorar. Schäuble disse que a França tomou a direção correta. As informações são da Dow Jones.