O secretário de Defesa dos Estados Unidos, James Mattis, disse que a campanha contra o grupo terrorista Estado Islâmico ainda é o foco principal dos americanos na Síria. Segundo ele, o país continua no rumo certo para atingir esse objetivo.

Para Mattis, o bombardeio americano contra uma base militar síria na última semana foi uma retaliação pelo uso de armas químicas contra civis inocentes, em suposto ato coordenado pelo governo sírio. O secretário americano disse não ter nenhuma dúvida de que o regime sírio foi o responsável pelo planejamento e execução do bombardeio.

Mattis alertou que o regime sírio deveria “pensar muito” antes de fazer um ataque tão imprudente novamente. Segundo o secretário, os EUA não podem se envolver na guerra civil da Síria, mas não devem permitir o uso de armas químicas. Mais de 800 civis foram mortos no ataque químico em território sírio.

Durante a entrevista coletiva, Mattis também afirmou que apenas o presidente sírio, Bashar al Assad, sabe o motivo de ter usado armas químicas. Ele afirmou que Assad deve lamentar o ataque químico na semana passada, devido às ações dos americanos. Fonte: Associated Press.