O senador Larry Craig (Partido Republicano/Idaho) renunciou neste sábado (1º/09) ao cargo, dias depois de ter sido revelada sua prisão, em junho, por ter tentado comprar serviços sexuais de outro homem em um banheiro de aeroporto. "É com tristeza e lamentando profundamente que anuncio que é minha intenção renunciar do Senado a partir de 30 de setembro. Peço desculpas pelo que causei", disse Craig.

O líder da minoria republicana no Senado dos EUA, Mitch McConnell, disse que Craig "tomou uma decisão difícil, mas correta. Minha esperança é de que ele seja lembrado não por isso mas por suas três décadas de dedicação ao serviço público".

O porta-voz de Craig, Sidney Smith, disse não saber se o senador voltará ao Senado nesta semana, quando termina o recesso legislativo de verão.