Milhares de integrantes dos dois maiores sindicatos do Marrocos marcharam pelas ruas da capital, Rabat, neste domingo em protesto contra as reformas econômica e trabalhista, além do fracasso do governo em conter a inflação e o aumento da taxa de desemprego. Nas ruas, os manifestantes cantavam “o povo quer a queda do governo” e pediam pela renúncia do primeiro ministro Abdelilah Benkirane.

Os manifestantes estavam particularmente revoltados com os planos de reforma das leis que lidam com os sindicatos dos trabalhadores, incluindo o de não pagamento a grevistas e medidas que o governo alega que trarão maior transparência às finanças dos sindicatos. As informações são da Dow Jones.