O cessar-fogo na Síria acabou de entrar em vigor (às 6h no horário local, meia-noite em Brasília), em linha com as negociações feitas pela ONU e a Liga Árabe com o regime de Bashar Assad. O objetivo é acabar com a violência que já matou milhares de pessoas em mais de um ano.

O regime sírio, que levou a cabo uma sangrenta repressão aos manifestantes, prometeu que iria acabar com as operações militares na manhã desta quinta-feira, mas alertou que suas forças responderiam a qualquer ataque “terrorista”, numa referência aos rebeldes que disseram que iriam respeitar o ultimato da ONU, caso Damasco também assim o fizesse.