O Comitê Internacional da Cruz Vermelha disse que recebeu permissão de autoridades sírias para entrar, na sexta-feira, no sitiado bairro de Baba Amr, em Homs.

O porta-voz da Cruz Vermelha Hicham Hassan disse à Associated Press nesta quinta-feira que um grupo e um outro grupo humanitário sírio receberam “luz verde” do governo para levar suprimentos emergenciais e retirar pessoas do local.

Hassan disse que a Cruz Vermelha não recebeu aprovação explícita de grupos opositores, mas que rebeldes já haviam feito apelos por assistência humanitária para o local.

Integrantes da oposição síria realizaram nesta quinta-feira o que descreveram como um “recuo tático” de Baba Amr, com o objetivo de poucar cerca de 4 mil moradores de ataques das forças do governo. As informações são da Associated Press.