Soldados da Síria estão perseguindo pequenos grupos de rebeldes na histórica vila cristão de Maaloula, disse um agente de segurança em Damasco.

“O Exército continha a avançar em Maaloula para derrotar os homens armados”, afirmou a fonte à AFP. Sob condição de anonimato, o agente disse que os militares estavam enfretando pequenos grupos de resistência, como franco-atiradores, no local.

Retomar a antiga vila foi difícil por causa da geografia do local – a cidade está situada na encosta de um penhasco, tornando-se um alvo fácil para aqueles posicionados em um local de maior altura.

O Exército entrou na cidade na quarta-feira depois que rebeldes, incluindo jihadistas da Nusra Front, ligada a Al-Qaeda, tomaram controle do local alguns dias antes.

Imagens transmitidas pela televisão estatal mostraram veículos militares e soldados dentro da cidade, que ficou praticamente deserta. A maioria dos moradores fugiram, com muitos se refugiando na cidade vizinha sunita de Ain al-Tineh. Outros viajaram para Damasco, a 55 quilômetros de distância.

A cidade, que abriga cerca de 5 mil pessoas, é estrategicamente importante para os rebeldes, que estão tentando aumentar a pressão ao redor da capital e já tem bases a sul e oeste de Damasco.

Maaloula também pode ser usada como um ponto de partida para ataques na estrada entre a capital e Homs, uma rota crucial de abastecimento regime. Fonte: Dow Jones Newswires.