O governo do Sudão do Sul está disposto a retomar o diálogo com o Sudão diante da aparente diminuição dos confrontos ao longo da fronteira após a resolução aprovada pela ONU, que na semana passada exigiu que os dois países cessem o conflito ou enfrentem sanções, afirmou nesta segunda-feira o ministro de Informações sul-sudanês, Barnaba Marial Benjamin.

Depois de semanas de incursões e ataques aéreos na região fronteiriça, a área rica em petróleo teve um fim de semana tranquilo, ampliando as chances de uma solução pacífica para os conflitos que tiveram início com a declaração de independência do Sudão do Sul, em julho do ano passado, segundo Benjamin.

“Só estamos esperando que a União Africana marque uma nova data para a retomada de negociações sobre as questões que surgiram após a secessão”, disse o ministro. “Nós nunca abandonamos o processo de paz…alguns de nossos oficiais ainda estão em Adis-Abeba”, completou, referindo-se à capital etíope, onde tiveram início as conversações. As informações são da Dow Jones.