A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu nesta segunda-feira reinstituir parcialmente o decreto anti-imigração do presidente Donald Trump, que impede por 90 dias as viagens de cidadãos de seis países de maioria muçulmana.

A decisão reverte o veto instituído por instâncias inferiores nos EUA, uma grande vitória para o governo do republicano.

Em sua decisão, a corte deixou apenas uma categoria de estrangeiros protegida, aquela com “uma relação de boa fé com os Estados Unidos”. O comunicado afirma também que a Suprema Corte irá revisar o decreto presidencial em outubro.

Na semana passada, Trump afirmou que a medida iria entrar em vigor 72 horas após a decisão da Justiça.

Cidadãos do Irã, Líbia, Somália, Sudão, Síria e do Iêmen serão afetados pela decisão. Fonte: Associated Press.