Um médico indiano detido na Austrália sob suspeita de participação numa série de tentativas de ataques na Grã-Bretanha trabalhava no Hospital Halton, mesma instituição, próxima de Liverpool, onde atuava um outro médico indiano, que foi preso pelo mesmo motivo na Inglaterra. A informação foi dada por Mark Shone, porta-voz do hospital.

Muhammad Haneef, médico indiano de 27 anos, foi detido no fim da noite de ontem, quando tentava embarcar no aeroporto internacional de Brisbane, no leste da Austrália, depois de comprar um bilhete só de ida.

O porta-voz do hospital disse que Haneef trabalhou no hospital em 2005 como médico temporário, sendo chamado quando necessário. Shone confirmou também que um homem de 26 anos detido em Liverpool no sábado trabalhava no hospital, mas não entrou em detalhes.