Os parlamentares tailandeses escolheram a empresária Yingluck Shinawatra, de 44 anos, primeira-ministra. É a primeira mulher a ocupar o cargo na Tailândia. Ela será a nova chefe de governo de um país com grande divisão política. A Câmara baixa do Parlamento aprovou nesta sexta-feira a eleição de Yingluck, por 296 votos a favor, dentre os 500 membros da casa. Houve 197 abstenções e três parlamentares votaram contra. A escolha de Yingluck ocorreu um mês após sua vitória nas eleições legislativas, à frente de seu partido, o Puea Thai (dos Tailandeses), ocorridas em 3 de julho, quando a oposição apontou irregularidades durante a campanha eleitoral.

A empresária será a 28ª a ocupar o cargo de premiê e a 5ª desde que seu irmão, Thaksin Shinawatra, foi derrubado por um golpe militar, em 2006. Aliás, a principal missão da nova primeira-ministra, vinda do ramo empresarial e com pouca experiência política, será estabilizar a Tailândia, que vive uma crise iniciada com o golpe militar. Antes de tomar posse oficialmente, Yingluck deverá ser endossada, nos próximos dias, pelo rei Bhumibol Adulyadej, em cerimônia restrita. As informações são da Associated Press.