O Taleban paquistanês nomeou hoje como novo líder o mulá Fazlullah, considerado um comandante implacável e apontado como o homem que planejou o ataque contra a adolescente Malala Yousafzai.

O mulá Fazlullah foi eleito por unanimidade pelos conselheiros do grupo extremista islâmico depois de dias de deliberações, anunciou Asmatullah Shaheen Bhitani, presidente do conselho Shura.

A decisão foi tomada menos de uma semana depois de um bombardeio promovido por um avião teleguiado norte-americano, também conhecido como drone, ter provocado a morte do líder anterior, Hakimullah Mehsud.

Mehsud foi morto na região tribal de Waziristão do Norte, perto da fronteira com o Afeganistão, apenas um dia antes de uma reunião por meio da qual o governo paquistanês pretendia abrir negociações com o grupo armado.

A ação norte-americana levou autoridades paquistanesas a protestarem contra os EUA em um momento no qual Islamabad tenta apaziguar a situação nas áreas tribais semiautônomas do país.

Ao anunciar o nome do novo líder do grupo, Bhitani descartou a possibilidade de o Taleban entrar em negociações com o governo. Fonte: Associated Press.