A temperatura nos oceanos atingiu, em julho, a maior média desde que os registram começaram a ser feitos em 1880. Segundo informou hoje o Centro Nacional de Dados sobre o Clima (NCDC, na sigla em inglês), agência governamental dos Estados Unidos que registra a temperatura, a média nos oceanos ficou em 17 graus Celsius durante o verão boreal (no hemisfério norte).

O recorde anterior foi registrado em 1998. Os meteorologistas atribuem o aquecimento nos oceanos a uma combinação de efeitos naturais – um deles é o fenômeno El Niño, caracterizado pelo aumento na temperatura das águas do Oceano Pacífico – com o impacto da atividade humana na natureza. A água mais quente interfere no clima e pode provocar aumento nas temperaturas no resto do mundo.