A tempestade tropical Alma perdeu força nesta sexta-feira (30) e foi rebaixada a depressão tropical depois de ter castigado a costa da Nicarágua um dia antes, obrigando dezenas de milhares de pessoas a deixarem áreas de baixada. Há relatos de casas destelhadas e quedas de árvores que destruíram imóveis, na Nicarágua. Cerca de 25 mil pessoas foram levadas a abrigos temporários e o serviço telefônico foi interrompido, informou Mario Merez Cassar, diretor da defesa civil local.

Uma rádio nicaragüense noticiou que um homem de 30 anos foi eletrocutado em Trasbayo, pouco mais de 60 quilômetros a sudeste de Manágua, mas não há informações sobre o estado de saúde dele.

Na manhã desta sexta, a velocidade dos ventos do sistema havia caído para 48 quilômetros por hora antes de atingir a vizinha Honduras segundo informações do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos. A expectativa dos meteorologistas é de que a tempestade se dissipe no sábado (31).

O Centro Nacional de Furacões informou que a Alma foi a primeira tempestade tropical de que se tem registro a atingir a América Central pela costa do Oceano Pacífico. Esse tipo de tempestade, quando ocorre no Pacífico, normalmente forma-se mais ao norte, especialmente na costa mexicana. Elas são mais comuns na costa centro-americana do Oceano Atlântico.